quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Auto Estima é tudo!!!

Ei pessoas! Bom dia! Vocês devem estar se perguntando: Michelle por aqui numa quinta-feira??? Pois é, hoje me deu uma vontade de vir aqui escrever... É que eu tenho lido em vários blogs algumas coisas que me deixam de fato incomodada. Nem sempre comento a minha opinião, pois fico em dúvida se será bem recebida. Por isso eu resolvi fazer esse post. Não é direcionado a ninguém e posso falar o que penso sobre o assunto, que é AUTO ESTIMA.

Gente, fico realmente impressionada com a quantidade de blogs em que as meninas se depreciam, dizendo que estão muito gordas, se chama de baleias, porca gorda (sim, eu já li isso), são inimigas do espelho e se acham indignas de merecer algumas coisas, como amor, carinho e atenção pelo fato de estarem gordas. Sinceramente, eu acho isso um absurdo e uma falta de respeito com elas mesmas. 
Sempre fui uma pessoa que acreditei muito em mim. Não importava que falassem que eu não ia conseguir, que não ia dar certo, lá estava eu, tentando. Tirando algumas coisas, que realmente tenho medo receio (como dirigir, por exemplo), poucas são as coisas que me me metem medo e me impedem de seguir adiante.

Como muitos de você já sabem, eu iniciei a minha R.A com quase 107kg, distribuidos em meus humildes 1,56m de falta de altura. Ou seja, eu era obesa mórbida. Muitas pessoas que me conheciam, nem imaginavam a minha enorme vontade de emagrecer, e sabem porquê? Eu sempre fui feliz, sempre me amei e me respeitei. Não ficava alardeando aos quatro ventos o quanto me sentia gorda e de mal com o espelho.Pelo contrário: eu me encarava no espelho, eu saía com as minhas amigas, ria, me divertia, me arrumava, fazia minhas unhas, arrumava cabelo, maquiava. E assim eu seguia a minha vida. Sendo feliz, mas sabendo que queria (e precisava) muito emagrecer.

E aí, um dia, eu tomei essa decisão, de mudar a minha vida. Comecei alterando alguns péssimos hábitos que eu tinha, pois comia muito e comia errado. Comecei a comer de 3 em 3h, a me exercitar e fiquei 3 meses sem beber minha cerveja que tanto adoro. E assim, 6 meses depois do início da minha R.A eu já tinha emagrecido quase 30kg. Foi uma vitória.

Muitos elogios, muito mais disposição pra viver, muito mais fôlego e a mesma auto estima e amor próprio.Podem acreditar que eu já fui criticada, segundo as palavras da pessoa pela minha "altíssima estima", que me faz sempre querer ser melhor do que os outros. Claro que sempre quero estar melhor, mas a base de comparação para isso sou eu mesma e não os outros, acreditem ou não.

Ainda faltam um pouco mais de 12kg pra eu chegar na minha meta, que é de 65kg. Muitos podem achar que pesar 65kg é muito para quem mede 1,56m, mas novamente, eu sou a base de comparação. Estou me sentindo muito bem com 77,4kg, creio que estarei muito bem com 65kg, não me interessa que a fulana pesa 60, 55 ou 50kg. Cada um sabe de si.

Bem, e mesmo estando ainda pouco mais de 12kg acima do peso que eu considero ideal pra mim, me sinto bem, me visto como eu quero e vivo muito bem. Sei que ainda posso melhorar, mas não vou ficar me afundando em desespero por causa disso. Não vou ficar dizendo que estou gorda, feia, uma baleia que não consegue chegar no seu objetivo. Ainda mais em comparação do que eu estava há uns meses atrás.

Por isso gente, fica meu alerta. Se amem, se achem bonitas (independente do que as outras pessoas achem), se olhem no espelho. Vocês são as únicas pessoas que podem fazer algo por si mesmas, então não faz sentido ficar contra né? Contra vocês e duvidando da sua capacidade, já bastam várias pessoas que tem por aí. Vocês tem que ser a sua melhor companhia. Não esperem dos outros o que nem vocês são capazer de ser fazer por si mesmas. AMEM-SE, sejam menos duras com vocês, menos exigentes, a perfeição não existe e ninguém é igual a ninguém. Preocupe-se em consertar o que você não gosta, mas preocupe-se também em realçar o que você tem de bom.



Beijos e até mais!!!

Artigos Relacionados

10 comentários:

Charlene disse...

Pois é, Michele, concordo totalmente com vc, mas, as vezes é bem difícil viu, passamos por cada uma as vezes... Eu mesma fui chamada de baleia ontem bem alto na rua p todo mundo ouvir(não sei se vc leu meu post), fiquei p* na hora mas, agora já estou dando risada do fato. E bola pra frente. Me abater? Não!
Bjão

24 de fevereiro de 2011 06:33
Zéia disse...

Oi Michelle. Amei o que voce postou. É verdade. Gorda ou magra precisamos de respeito e dignidade para nós mesmas. Se assim não for... Ninguém o será...
Temos que nos valorizar como seres humanos.
E tem algo que é muito forte que Jesus disse: Amar o seu próximo como "a sí mesmo". É princípio bíblico. Como vou amar as pessoas se eu estou me alto depreciando. Sendo agressiva e fazendo piadinhas contra mim mesma... Como alto defesa...
Gostei da sua postagem... E espero que muitas blogueirinhas deprimidas tenham lido para começarem a ter nova postura. Antes de emagrecer o qualquer outra coisa que decidirem fazer... Se amem. Se respeitem. Valorize-se! Em nome de Jesus Cristo.

24 de fevereiro de 2011 07:54
Mi disse...

Nossa, era tudo isso que eu estava pensando hoje de manhã, quando me olhei no espelho: eu gostei muito do que vi! Auto estima é tudo sim!!!

Eu comecei a prestar mais atenção a isso quando entrei para a terapia de grupo, em 2008. Antes disso, eu simplesmente me detetava, independentemente do peso em que eu me encontrava. Agora, mesmo estando um pouco acima do que eu quero pra mim (estou agora com 59,900 e já não sei se quero chegar aos 50,000) eu estou feliz da vida e gostando muito do que vejo no espelho! Só preciso malhar pra definir e diminuir algumas medidas, como os braços (descendência italiana me deu uns bracinhos bem roliços hehehe).

Quanto a se cuidar, tem que fazer SEMPRE, independentemente do peso. Aliás, quanto mais nos cuidamos - cabelo, unhas, maquiagem, roupas - mais vontade dá de se exercitar, se alimentar corretamente e ficar saudável. É tudo um conjunto. É tudo fruto da AUTO ESTIMA!

Agora, quanto à pressão externa... Eu estou passando por isso, convivendo com uma pessoa que está obcecada com a balança e o peso. E é muito difícil não enlouquecer junto. Tô fazendo uma força incrível, mas sei que vou conseguir!

Amei seu post, lindo e sábio demais.

Beijos!

24 de fevereiro de 2011 08:03
Faby disse...

Que delicia seu post adorei e é realmente isso que temos q fazer, manter a auto-estima, mas é tão dificil... se olha no espelho e ver que nada fica bom... nd fica cmo deveria ficar, mas tem que ter força!! Lendo seu blog vi q temos algumas coincidências.. tb tenho 1,56 de altura e tb estou casada a 7 anos rsrs... Bjus um bom fim de semana para vc!!

24 de fevereiro de 2011 10:31
Rosa Pink disse...

Oi michelle, eu concordo com você. Mas por vezes a falta de auto-estima não é so culpa de que não tem e sim do ambiente em que vive! Mas concordo quese não estamos bem temos de fazer por mudar! BEIJÂO e parabéns porque realmente já conquistou muito! :)

24 de fevereiro de 2011 13:03
Carolina C. disse...

Poxa amiga, amei tanto o seu poste, eu amo meu espelho e sempre amei, eu sempre me amei enquanto as pessoas só me julgavam, eu queria melhorar e quero, esteticamente e pela saude, já pesei 104 kg, e hoje peso 83 por enquanto, e penso assim enquanto não nos amarmos e não nos aceitarmos, não vamos emagrecer, pois como cuidar de algo que não gostamos ? (que é nos mesmos )

beijos !

http://minhalutapeloemagrecimento.blogspot.com/

24 de fevereiro de 2011 15:33
Simples Assim disse...

Concordo, mas asvezes é tão difícil ter essa auto estima alta !!!


Elaine.

bjus.
http://simplesassimmesmo.blogspot.com
Pode me visitar e seguir também??

25 de fevereiro de 2011 05:35
Glau disse...

Acho interessante a forma como abordou a questão da auto estima, que ao invés de ser entendida pelas pessoas como falta de amor próprio virou motivo de depreciação pessoal. O corpo pode não estar legal, mas acho que a partir do momento em que você se ama, começa a se analisar criticamente e perceber o que não faz bem para gente, para o nosso corpo.
Assim como você, vejo muitas meninas se auto agredindo com as próprias palavras, como se já não bastasse lidar com o julgamento da sociedade, agora tenham que reprimir suas qualidades devido a não aceitação de si.
Também nunca tive baixa estima, nem quando era gorda. Ser gorda não me incomodava, até porque eu me amava demais e me sentia amada, sendo que hoje em dias as pessoas querem ser aceitas e agradar aos outros. Eu emagreci por amor a mim, mas isso não quer dizer que eu me amava menos antes.
Adorei o post, um bom tema para discussão.

Beijos,
Glau.

26 de fevereiro de 2011 11:42
Lu Pinheiro disse...

Oi amiga...
Vc tem razão...
por 4 nos eu me machuquei e me deprimi era uma punição por estar gorda, era estranho agir desta forma, achando que me maltratando eu iria emagrecer por um tempo até funcionou mais tem mais ou menos uns 5 meses que eu mudei e isso foi muito importante para o emagrecimento...
bjs da nega

27 de fevereiro de 2011 16:36
Patrícia Medeiros disse...

Concordo plenamente com vc, viu!
Menina... eu fico boba com a quantidade de lamnetações e de "elogios" que são atribuídos.
Tb sou gordinha... e sou como vc era.
Me arrumo... Me maquio.. Me visto bem... Saio com amigas... Danço... Namoro... E ainda esnobo... kkkkk

Menina... a gente tem mesmo é que se amar!
Auto estima pra cima, já, né!
kkkkkkkk

Bjus!

28 de fevereiro de 2011 06:10

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, pois me incetiva a seguir em frente!

Obs: Todos os comentários são lidos e moderados previamente.